7 técnicas de Growth Hacking - Rodolfo Cardoso

7 técnicas de Growth Hacking

growth hacking marketing

⏱ Tempo Leitura: 4MIN

Em primeiro lugar, o que é o Growth Hacking?
É um conjunto de técnicas que têm como principal objectivo permitir o crescimento rápido, no menor tempo e com o menor custo possível, do número de utilizadores ou clientes de um projecto.

Termo cunhado em 2010 por Sean Ellis, popularizou-se principalmente entre startups, que rapidamente adoptaram estas técnicas.

Neste artigo partilho 7 técnicas de Growth Hacking, que poderá aplicar hoje mesmo no seu negócio ou projecto.

1. Mude uma palavra
Imagine que no seu site tem um CTA onde coloca o seguinte texto: Crie a sua conta.
Se alterar para a primeira pessoa, “Criar a minha conta“, irá muito provavelmente aumentar o número de cliques no mesmo.

A ideia é falar na primeira pessoa, quanto mais fácil for para o utilizador criar uma imagem na sua cabeça a realizar a acção, maior a taxa de sucesso.

2. Passwords automáticas
Remova os campos “Criar Password” e “Confirmar Password” do seu formulário de inscrição. Em alternativa, gere passwords automáticas e peça ao utilizador que altere a mesma posteriormente. Esta alteração poderá permitir melhorar a sua taxa de sucesso.

3. O problema dos pixels
Os pixels que nos permitem criar campanhas de retargeting podem nem sempre ter o melhor dos resultados. Porquê? Pois muitas das vezes o bounce rate é elevado. As pessoas não têm interesse no site, mas depois de o visitarem – por meros segundos – são incluídas nas audiências para retargeting.

Solução? Atrasar o pixel em cerca de 45 segundos. Ou seja, o utilizador apenas é incluído na audiência se permanecer no site por 45 segundos. Peça ao developer do seu site ou da sua equipa para implementar esta regra.

4. Valor do Grátis
Neil Patel realizou uma experiência onde oferecia um eBook e um curso de 30 dias, em troca de um email. Isto permitiu-lhe aumentar em 6% a sua taxa de conversão. Mas não estava contente.

Decidiu fazer uma pequena alteração: colocou um preço na oferta. Junto à oferta indicou qual seria o seu valor comercial (ex.: Curso Grátis [Valor 300€]), esta alteração permitiu um aumento da taxa de conversão em 22%.

Nada do que é grátis tem valor, a menos que lembre o seu valor.

5. Newsletters com mais Cliques
Uma experiência da Autopilot permitiu descobrir como aumentar o CTR dos seus emails em cerca de 58%. Decidiram reduzir a altura do header da newsletter em 200 pixels.

Esta alteração permitiu-lhes concluir que que estavam a perder leads, simplesmente porque as pessoas não faziam scroll de 200px, alguns milissegundos das suas vidas… 

6. Mais tempo no seu site
É cada vez mais comum vermos em vários sites, se já leu algum artigo no Medium terá visto – no topo do artigo – a indicação de quanto tempo demorará a ler o artigo.

Esta solução é perfeita para reduzir o bounce rate do seu site, já que dá ao utilizador uma percepção imediata do tempo que ele terá que despender no mesmo. 

Mas funciona apenas para artigos pequenos? Não. No caso de artigos longos também melhora os resultados, já que o utilizador opta – muitas das vezes – por guardar para ler mais tarde.

Duas ferramentas para o fazerem o Read-o-Meter ou WP Time to Read.

7. Preço mais baixo
Uma forma de comunicar o preço mais baixo de um produto, ou uma promoção, será colocando lado-a-lado os dois preços, mas com uma ligeira nuance. O preço antigo deverá ter uma dimensão maior que o preço mais baixo. 

O nosso cérebro tem um conceito universal de tamanho, pelo que há uma zona cinzenta que não permite fazer a distinção entre tamanho VISUAL e o tamanho NUMÉRICO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *